Food for Thought

Vão acontecer dois protestos no Porto, em simultâneo, em contraposição mútua e posição mutuamente exclusiva. Um contra o racismo. Outro a favor. O racismo é crime e quem o defende é criminoso. Quem se lhe opõe não é, vela pela lei. Quem vela pela lei é a polícia. Por isso a policia estará presente, vigiando os racistas. Os racistas, por sua vez, defendem a polícia – “Basta de vitimização, de discriminação positiva para com as minorias étnicas, de perseguição aos agentes da polícia“. Os anti-racistas atacam a polícia: “Ficou patente aos olhos da sociedade portuguesa que os actos de racismo não são esporádicos, eles são reiterados e transversais à sociedade e têm em alguns agentes do Estado os seus autores”. É como um triângulo amoroso: Em vez de pedra-tesoura-folha, as crianças jogarão “racista/anti-racista/bófia”.

Em todo o caso as acusações de racismo parecem-me disparatadas – Todos sabem que o racismo é crime, e crime é coisa de pretos.