Correio do Leitor: Falsos Moralistas e Falsas Puritanas

Pese embora* o que afirmam betas cavaleiros brancos como o nosso provador de buttplugs de serviço, o betacoresoul, a Red Pill é um tema de interesse também para as senhoras.

Prova disso, um recente e-mail recebido pel’O Patriarca. A leitora não será identificada porque não fez nenhum pedido nesse sentido. O Patriarca terá todo o gosto em fazê-lo se ela assim o desejar.

Olá Patriarca

Este blog chamou-me atenção o texto sobre a Paula Cosme, vai par o caralho.
Parabéns! Pois, como mulher, não poderia concordar mais.

Esta sociedade está repleta por demais de falsos moralistas e meninas de bem, falsas puritanas…que na vida pessoal deles por terem tido vivências que as marcam psicologicamente, “cospem” barbaridades na via pública. Que se resolvam primeiro, a a ganhar amor próprio e segundo a se curarem e depois, sim, falem se quiserem…

Vou seguir o seu blog e ler o que há para trás.

Concordo em absoluto com isto: “O Patriarca considera o feminismo o maior flagelo que assola a sociedade actual, é importante realçar que não há nada de pejorativo neste prémio.”

Já agora, leu o último artigo da criatura, dessa Paula? Sobre os beijos dos avós? Vem no expresso.
https://expresso.sapo.pt/blogues/bloguet_lifestyle/Avidadesaltosaltos/2018-10-17-O-beijo-na-avozinha-e-o-esgoto-da-hipocrisia-da-nossa-sociedade

Com os melhores cumprimentos,

[A Leitora]

Cara leitora, é um prazer receber estas suas palavras.

O Patriarca já terá passado os olhos por esse artigo, não vai agora confirmar porque acabou de almoçar e seria bastante inconveniente sujar o chão da sala.

Resta-lhe pedir que se reproduza abundantemente, se ainda não o fez. O mundo precisa de crianças educadas por pessoas que rejeitem veementemente as demências que megeras como esta querem impor.

E já agora, passe a palavra sobre o nosso blog.

Com os melhores cumprimentos,

O Patriarca


*Mentira, o que estes merdas dizem não pesa nada

 


LINKS GUARDADOS

https://web.archive.org/web/20181123155316/https://expresso.sapo.pt/blogues/bloguet_lifestyle/Avidadesaltosaltos/2018-10-17-O-beijo-na-avozinha-e-o-esgoto-da-hipocrisia-da-nossa-sociedade

Deve ser feminista

O Patriarca apercebeu-se recentemente de um método de guerrilha que tem vindo a praticar inconscientemente já há algum tempo.

Já foi dito aqui que o anti feminismo é, nas palavras dos saudosos Mamonas Assassinas (curiosamente, uma banda que talvez não pudesse existir hoje), uma faca de dois legumes.

De facto, se por um lado esta vertente do marxismo é uma espécie de cancro que justificaria uma guerra aberta por parte de todos os homens com testículos funcionantes e mulheres com uma réstia de feminilidade; por outro não é menos verdade que a doença está de tal forma disseminada que faz mais sentido para aqueles que lhe escaparam, não só funcionar à sua margem, como aproveitar-se da vantagem competitiva que a vida baseada na realidade traz relativamente aos imbecis que se encontram enterrados na dissonância cognitiva necessária para subscrever o dito sucedâneo comunista.

Por outras palavras, o homem masculino e a mulher feminina destacam-se positivamente de tal maneira no mar andrógino dos dias de hoje que preocupar-se com o problema é algo contraproducente.

No entanto, há algo que acontece quando abrimos os olhos para a realidade: tendemos espontaneamente a verbalizar o dissidente ponto de vista.

Assim, já há algum tempo que O Patriarca ganhou o hábito de, quando vê uma fêmea obesa, com cabelos aberrantes, roupas masculinas, comportamentos agressivos, opiniões bizarras e outras características frequentemente presentes em harpias, comentar “deve ser feminista”.

Resultado? A respectiva, que num date precoce afirmou ser feminista (como a maioria das tontas que não sabe o que isso significa), actualmente pode ser frequentemente ouvida a dizer algo como “feministas de merda”.

Aliás, isto serve não só para apontar “mulheres” disformes, como para todo o tipo de desviantes que invariavelmente se identificam com a causa. Afinal de contas, a fisiognomia é real.

Chris Bourg butch dyke
Deve ser feminista
ana teresa
Deve ser feminista
Pedro Schacht Pereira
Deve ser feminista
paula cosme pinto
Deve ser feminista
miss traveca
Deve ser feminista

O Patriarca desafia os leitores a adoptar esta atitude no seu dia a dia. Além de ser um alívio para a alma, quem sabe o efeito que alguns milhares de realtalkers poderiam ter na sociedade em geral?