Feminista Câncio

“Qualquer dia é proibido um homem dizer olá a uma mulher.”

O título do artigo conjugado com o nome da autora fez O Patriarca paralisar de espanto por uns momentos. Querem ver que a Fernanda Câncio ganhou juízo???

Não, como é óbvio.

A melhor maneira de enterrar as feministas é dar-lhes corda e deixá-las falar. Principalmente se forem gajas burras como esta. Rapidamente deixam os argumentos aparentemente razoáveis com que adoçam os ouvidos dos incautos, e expõem a verdadeira natureza do nefasto movimento supremacista que pontificam. Melhor do que qualquer opositor poderia fazer.

Porque sim, é isso mesmo que é preciso: que os homens reprimam os seus comportamentos naturalizados e pensem sobre o que é ou não adequado dizer ou fazer a uma mulher. Que se assustem com as possíveis consequências; que tenham medo de causar medo. Que percebam que não, não podem fazer e dizer tudo o que lhes ocorre, e que essa noção, além de sublinhada na lei, deve ser explicitada na escola – e desde cedo, porque é muito cedo que começam os danos.

Fernanda Câncio

Objectivo: subjugação dos homens.

Método: endoutrinar as crianças.

O feminismo é isto. Só não vê quem não quer.