Quem somos?

Em Janeiro de 2017, 6 intrépidos homens criaram a Távola Redonda. O objectivo: estabelecer um espaço de discussão de temas historicamente masculinos, longe do olhar da censura do politicamente correcto.

Mulheres e SJWs são veemente desencorajados de frequentar este blog.

[twitter-follow screen_name=’TavolaRedondaPT’]

Red Pill Portugal no Google +

misoginia

Henry Chinasky

Simpatizante do Alt Right, apesar de se considerar um libertário. A favor de uma igualdade de oportunidades e não de uma igualdade de rendimentos. Tendencialmente pro-globalização, mas fervoroso opositor do islão, feminismo e de todos os movimentos autocráticos. Adepto da red pill e da escola PUA.

Myrddin Emrys

Apaixonado por ciência e política, nesta ordem. Igualitarista obsessivo. Por essa razão, odeia o feminismo e persegue a hipocrisia da Esquerda moderna que abandonou (com requintado desprezo) o combate à pobreza trocando-o pela promoção erótica de marialvas, hedonistas e pervertidos. Português, pequeno burguês. Artista de variedades, compositor popular, aprendiz de feiticeiro.

O Patriarca

O Patriarca é defensor da liberdade individual e da igualdade de direitos entre os sexos. Além disso, adora mulheres. Como tal, opõe-se ferozmente ao feminismo e à diabolização dos papéis tradicionais para os dois únicos sexos/géneros que existem na espécie humana.
Por este motivo é frequentemente chamado de “machista” ou “porco chauvinista”, ao que cavalheirescamente responde “faz-me mas é uma sandes”.

Politicamente já foi de esquerda, quando era jovem e parvo. Compreende a inevitabilidade da globalização, mas defende que o nacionalismo se mantém importante na preservação das culturas, sendo o único travão ao avanço do islão. É seguidor da filosofia Red Pill e diletante das artes de sedução.

Lince

Apaixonado pela psicologia, poucas coisas, se não nada, lhe dão mais prazer que desvendar um puzzle mental, ao qual faltava a ultima peça, ou que as que lá constavam estavam trocadas, baralhadas, a mais.
Existe no Lince também uma tendência machista – nunca misógina -, muito inspirada pela doutrina Red Pill. Um tanto ou quanto fã da sedução, muitas vezes mais até que o próprio fim: o sexo.
Agnóstico. Com ideiais políticos flutuantes.

O Lince é um homem da verdade, a busca por esta é para ele eterna e constante; talvez a sua maior obsessão.

Hanktheboss

O Canastrão

És novo no Blog? Começa por aqui.

Redpill, Feminismo

Política, Alt Right

Sociedade, Portugal

PUA, Sexo, Relações