Defendendo Serena Williams – A Fisiognomia É Real #3

Muito já foi dito sobre a birra da selvagem tenista Serena Williams, bem como as imbecis acusações de racismo, sexismo, e outros -ismos e -fobias que os membros de espécies protegidas invariavelmente lançam quando são postos na berlinda por mau comportamento.

serena-williams-drawing-cartoon

Dado que O Patriarca não gosta de gastar o seu latim em vão, não é sobre isso que versará o post de hoje. Antes discutirá novamente um tema que lhe é querido, a fisiognomia.

Também não cairá na óbvia tentação de incidir sobre a cavernícola atleta. Martelar na gasta tecla de que a criatura tem aspecto de troglodita e portanto não surpreende ninguém quando se porta como um(a?), não é a matéria de que grandes blogs são feitos. Há muitos antros de racismo e nazismo na internet onde se pode ler interminavelmente sobre o tema, e O Patriarca não é nem uma coisa nem outra.

O que chamou realmente a atenção foi quem o Observador (ou melhor, a quenga que escreveu o artigo) escolheu para defender a posição da brutamontes.

Daniel Cardoso, professor catedrático na Universidade Lusófona, também é da opinião de que Carlos Ramos foi motivado por estigmas sexistas […] Mas tão preocupante quanto a atitude do árbitro foi a cobertura mediática feita ao episódio, considera o feminista

“O feminista” é uma expressão que faz sempre soar o “alarme pusilânime” d’O Patriarca. Analisemos…

Daniel dos Santos Cardoso é “Doutorado em Ciências da Comunicação [ou seja, nada], na Faculdade de Marxistas Ciências Sociais e Humanas da Universidade Nova de Lisboa. Com Mestrado na mesma área [ou seja, nada], especialização em Cultura Contemporânea e Novas Tecnologias [ou seja, nada], da mesma instituição, sobre o tema Poliamor [BINGO!]. Colabora com o Projecto EU Kids Online desde 2007 [alerta pedófilo?]

Fazendo uma pequena tangente. Estes artigos são difíceis de escrever porque começas com a ideia de ridicularizar um tipo mas conforme vais escavando, o curriculum deles ridiculariza-se a si próprio. “Ah mas Patriarca, o tipo é da cena do poliamor, ou seja come montes de gajas, e ao mesmo tempo”, poderia dizer um leitor mais distraído. Nada disso. Comer montes de gajas ao mesmo tempo é aquilo que qualquer homem (na sociedade actual pelo menos – tema para outro artigo) deve fazer no mínimo durante algum tempo enquanto não encontra uma que mereça assentar, se assim o desejar. “Poliamor” é conversa de betas degenerados para dar glamour à sua situação relacional – fazer tag team com outro gajo para foder servir uma quenga gorda.

Hugh-Hefner-and-Bunnies-Colorized-Final
Poliamor: o mito…
poliamor realidade
… e a realidade

Adiante. Vamos fingir que a FCSH é uma faculdade a sério, e que Ciências da Comunicação é um curso a sério. Vamos supor que ser professor de cenas de género é um emprego a sério. E que com este curriculum cometes o erro de, nem que seja por um momento, dar o mínimo de credibilidade ao que este gajo diz.

O engraçado da fisiognomia é que facilmente funciona para os dois lados. Se “o feminista” começa a falar de “uma expressão evidente de machismo e de patriarcado em que há um duplo padrão moral”, então podes ter a certeza de que o aspecto dele vai ser algo como…

Daniel Santos Cardoso Lusofona 1
… isto!

smilelaugh

A sério, onde é que arranjam esta gente? Se querem acabar com os estereótipos, o primeiro passo talvez fosse pedir às pessoas que não sejam encarnações perfeitas dos mesmos…

Mas calma, caro leitor. O Patriarca não botaria tanta faladura apenas para gozar com uma cara demasiado bolachuda e uma má escolha de cabelo. Não se pode gastar a pólvora toda no primeiro foguete.

Daniel Santos Cardoso Lusofona 6
“uso barba porque senão pareço um anão chinês”
Daniel Santos Cardoso Lusofona 3
“sou temperamental, misterioso e pensativo…”
Daniel Santos Cardoso Lusofona 2
“… mas sorrio um bocadinho quando me metem um massajador prostático”
Daniel Santos Cardoso Lusofona 4
“Envia-me os teus filhos, juro que não os molesto!”
Daniel Santos Cardoso Lusofona 5
“Isto são só adornos, nunca na minha vida andei de trela!”
marcellus wallace
O teu filho, nas aulas dele

A fisiognomia permite assim pôr a nu uma dinâmica que pode parecer óbvia, mas que nos pode escapar ao ser confrontados com a opinião supostamente credível de um “professor catedrático” (ainda que não se saiba de quê):

  • as coisas indefensáveis são defendidas por degenerados
  • os degenerados defendem coisas indefensáveis

Corolários:

  • não oiças degenerados
  • quando ouves uma coisa estúpida, procura por um degenerado

A aplicação destes princípios permite manter o nosso cérebro refrescantemente livre de uma imensa quantidade de ruído maléfico.

Há no entanto outra pessoa no artigo a defender a mesma posição. Poderá Patrícia Vassallo e Silva ser alguém merecedor do nosso respeito e atenção? Estará O Patriarca enganado?

Patrícia Vassallo e Silva 1

Patrícia Vassallo e Silva 2

Patrícia Vassallo e Silva 3
Harpia confirmada

smilelaugh

Pá. A sério. Podiam ao menos fazer-nos a vida mais difícil. Tipo, a gaja podia ser boa. Ou ter família. Qualquer coisa. Mas não. Vive com um gato e escreve nas Capazes. É preciso dizer mais alguma coisa?

No meio disto tudo, há uma verdadeira vítima. Uma jovem de 20 anos que atingiu um pináculo com que todos os que se iniciam no ténis sonham, ainda por cima frente a um dos monstros (heh, raramente este adjectivo foi tão adequado em todos os sentidos) da modalidade, e cujo momento de glória foi completamente eclipsado por uma birra à qual foi dado demasiado protagonismo e pelas razões erradas. Que ela se possa queixar mais de racismo que a sua adversária é um bónus de ironia que não escapa a’O Patriarca.


P.S. É interessante verificar que o argumento de que “os homens fazem pior e não acontece nada” não só é estúpido como é falso.


Links guardados:

https://web.archive.org/web/20180917114133/https://observador.pt/especiais/pode-a-polemica-com-serena-williams-minar-a-luta-feminista/

https://web.archive.org/web/20180917114303/https://en.wikipedia.org/wiki/Naomi_Osaka

https://web.archive.org/web/20180917114400/https://www.ulusofona.pt/docentes/daniel-dos-santos-cardoso

https://web.archive.org/web/20180917114503/https://capazes.pt/author/patricia-vassalo-e-silva/

https://web.archive.org/web/20180917115615/https://observador.pt/2018/09/14/carlos-ramos-arbitra-jogo-da-taca-davis-esta-sexta-feira-o-primeiro-depois-da-polemica-com-serena/

 

21 comentários em “Defendendo Serena Williams – A Fisiognomia É Real #3”

  1. Este e outros artigos d’O Patriarca é que por si davam uma boa tese de Doutouramento.
    Quer dizer, numa universidade onde se faça ciência…

    1. Melhor ainda, também partilhado pelo Heartiste (https://heartiste.wordpress.com/2018/03/28/polyamory-is-the-last-refuge-of-the-incel/):

      https://traditionsofconflict.com/blog/2018/3/27/the-dilemma-of-the-deserted-husband-and-why-polygyny-is-more-common-than-polyandry-across-cultures

      “in certain socioecological circumstances we can expect some males — particularly lower-status males — to be equally or even more likely to share than the average female, depending on factors such as the sex-ratio, mortality profile, and subsistence practices, as they may have no opportunity to reproduce otherwise.”

      “O feminista” pode começar a incluir estas informações nas suas aulas…

  2. Desde que a brutamontes fez aquele espetáculo que eu estava à espera de um post na Távola Redonda sobre o assunto.

    Vocês não desiludem!

  3. Off Topic:

    É agora anti-semitismo ser a favor do Trump e do movimento MAGA, de acordo com o Museu do Holocausto de Berlim. Vejam por vós mesmos:

    https://ibb.co/iS91sK
    http://archive.is/y2XzJ

    https://ibb.co/jvr36e
    http://archive.is/cxCcs

    https://ibb.co/drjqme
    http://archive.is/APywL

    https://ibb.co/mycnXK
    http://archive.is/9x6X0

    https://ibb.co/kDsbRe
    http://archive.is/GMNwz

    E já agora, a versão oficial do holocausto é uma fraude, de acordo com algumas pessoas que investigam a questão. Eu cá não questiono a versão oficial do holocausto POR QUE ISSO É CRIME EM PORTUGAL, e eu como cidadão exemplar e cumpridor da lei, acredito na versão oficial do holocausto (que quem investiga diz saber que é mentira) COMO MANDA A LEI.

    Vejam por vocês mesmos:

    https://www.youtube.com/watch?v=IbGhM7q8E50

    David Cole, um historiador judeu, faz algumas observações acerca da versão oficial do holocausto.

    Ele também escreveu uma lista de questões direcionadas ao Museu do Holocausto que nunca receberam resposta (de acordo com o Sr. Cole, por a versão oficial ser falsa).
    A lista de questões estão aqui:
    https://codoh.com/library/document/987/
    http://archive.is/Mc5PH

    É de notar que o Sr. Cole recebeu várias ameaças de morte por o seu trabalho:
    https://codoh.com/library/series/3699/


    https://www.youtube.com/watch?v=2kTEF8_g-Vg
    “One Third of the Holocaust”

    Um documentário onde o autor afirma apresentar provas concretas de que a versão oficial do holocausto é treta.


    https://www.youtube.com/watch?v=yBnMtkbWPCs

    “The First Holocaust : The Surprising Origin of the Six-Million Figure”

    Este documentário mostra que os judeus tem usado o numero “6 milhões” em livros e artigos de jornal desde o fim do século 19.


    https://www.youtube.com/watch?v=P9I8t0ThDQo

    Nesta palestra, David Irving diz apresentar provas de que o Julgamento de Nuremberg foram levados a cabo de forma fraudulenta.


    https://www.youtube.com/watch?v=RHzWo79dCHs
    “David Cole in Auschwitz full documentary 1992”

    David Cole visita Auschwitz e faz algumas perguntas.


    Um livro chamado “Hoax of the Twentieth Century”, acerca desta questão pode encontrar-se de borla para ler e descarregar aqui:
    https://archive.org/details/HoaxOfTheTwentiethCentury

    Descrição do livro de acordo com quem o colocou na biblioteca digital:
    “The best-selling revisionist classic now available for download. For a solid review of the overblown and much-ballyhooed âholocaustâ from the perspective of someone who picked apart the entire orthodox story from every angle, this book covers all the bases with enough depth and clarity that it gives the complete story as to why the âholocaustâ is a blatant lie and could not have occurred from the technical and logistical perspective. This is the new, final publication version which features two additional appendices (for a grand total of five).”


    https://archive.org/details/Holocaust_Handbooks

    Mais de 60 documentos e livros acerca desta questão.


    Também é de notar que a versão oficial do holocausto resulta no pagamento anual de 500 milhões de Euros aos seus sobreviventes, que tem aumentado em número ao longo dos anos, e esse dinheiro vem directamente do bolso dos Alemães que pagam impostos:
    http://archive.is/X3hDM

  4. Off Topic:

    É agora anti-semitismo ser a favor do Trump e do movimento MAGA, de acordo com o Museu do Holocausto de Berlim. Vejam por vós mesmos:

    https://ibb.co/iS91sK
    http://archive.is/y2XzJ

    https://ibb.co/jvr36e
    http://archive.is/cxCcs

    https://ibb.co/drjqme
    http://archive.is/APywL

    https://ibb.co/mycnXK
    http://archive.is/9x6X0

    https://ibb.co/kDsbRe
    http://archive.is/GMNwz

    E já agora, a versão oficial do holocausto é uma fraude, de acordo com algumas pessoas que investigam a questão. Eu cá não questiono a versão oficial do holocausto POR QUE ISSO É CRIME EM PORTUGAL, e eu como cidadão exemplar e cumpridor da lei, acredito na versão oficial do holocausto (que quem investiga diz saber que é mentira) COMO MANDA A LEI.

    Vejam por vocês mesmos:

    https://www.youtube.com/watch?v=IbGhM7q8E50

    David Cole, um historiador judeu, faz algumas observações acerca da versão oficial do holocausto.

    Ele também escreveu uma lista de questões direcionadas ao Museu do Holocausto que nunca receberam resposta (de acordo com o Sr. Cole, por a versão oficial ser falsa).
    A lista de questões estão aqui:
    https://codoh.com/library/document/987/
    http://archive.is/Mc5PH

    É de notar que o Sr. Cole recebeu várias ameaças de morte por o seu trabalho:
    https://codoh.com/library/series/3699/


    https://www.youtube.com/watch?v=2kTEF8_g-Vg
    “One Third of the Holocaust”

    Um documentário onde o autor afirma apresentar provas concretas de que a versão oficial do holocausto é treta.


    https://www.youtube.com/watch?v=yBnMtkbWPCs

    “The First Holocaust : The Surprising Origin of the Six-Million Figure”

    Este documentário mostra que os judeus tem usado o numero “6 milhões” em livros e artigos de jornal desde o fim do século 19.


    https://www.youtube.com/watch?v=P9I8t0ThDQo

    Nesta palestra, David Irving diz apresentar provas de que o Julgamento de Nuremberg foram levados a cabo de forma fraudulenta.


    https://www.youtube.com/watch?v=RHzWo79dCHs
    “David Cole in Auschwitz full documentary 1992”

    David Cole visita Auschwitz e faz algumas perguntas.


    Um livro chamado “Hoax of the Twentieth Century”, acerca desta questão pode encontrar-se de borla para ler e descarregar aqui:
    https://archive.org/details/HoaxOfTheTwentiethCentury

    Descrição do livro de acordo com quem o colocou na biblioteca digital:
    “The best-selling revisionist classic now available for download. For a solid review of the overblown and much-ballyhooed âholocaustâ from the perspective of someone who picked apart the entire orthodox story from every angle, this book covers all the bases with enough depth and clarity that it gives the complete story as to why the âholocaustâ is a blatant lie and could not have occurred from the technical and logistical perspective. This is the new, final publication version which features two additional appendices (for a grand total of five).”


    https://archive.org/details/Holocaust_Handbooks

    Mais de 60 documentos e livros acerca desta questão.


    Também é de notar que a versão oficial do holocausto resulta no pagamento anual de 500 milhões de Euros aos seus sobreviventes, que tem aumentado em número ao longo dos anos, e esse dinheiro vem directamente do bolso dos Alemães que pagam impostos:
    http://archive.is/X3hDM

  5. Off Topic:

    É agora anti-semitismo ser a favor do Trump e do movimento MAGA, de acordo com o Museu do Holocausto de Berlim. Vejam por vós mesmos:

    https://ibb.co/iS91sK
    http://archive.is/y2XzJ

    https://ibb.co/jvr36e
    http://archive.is/cxCcs

    https://ibb.co/drjqme
    http://archive.is/APywL

    https://ibb.co/mycnXK
    http://archive.is/9x6X0

    https://ibb.co/kDsbRe
    http://archive.is/GMNwz

    E já agora, a versão oficial do holocausto é uma fraude, de acordo com algumas pessoas que investigam a questão. Eu cá não questiono a versão oficial do holocausto POR QUE ISSO É CRIME EM PORTUGAL, e eu como cidadão exemplar e cumpridor da lei, acredito na versão oficial do holocausto (que quem investiga diz saber que é mentira) COMO MANDA A LEI.

    Vejam por vocês mesmos:

    https://www.youtube.com/watch?v=IbGhM7q8E50

    David Cole, um historiador judeu, faz algumas observações acerca da versão oficial do holocausto.

    Ele também escreveu uma lista de questões direcionadas ao Museu do Holocausto que nunca receberam resposta (de acordo com o Sr. Cole, por a versão oficial ser falsa).
    A lista de questões estão aqui:
    https://codoh.com/library/document/987/
    http://archive.is/Mc5PH

    É de notar que o Sr. Cole recebeu várias ameaças de morte por o seu trabalho:
    https://codoh.com/library/series/3699/


    https://www.youtube.com/watch?v=2kTEF8_g-Vg
    “One Third of the Holocaust”

    Um documentário onde o autor afirma apresentar provas concretas de que a versão oficial do holocausto é treta.


    https://www.youtube.com/watch?v=yBnMtkbWPCs

    “The First Holocaust : The Surprising Origin of the Six-Million Figure”

    Este documentário mostra que os judeus tem usado o numero “6 milhões” em livros e artigos de jornal desde o fim do século 19.


    https://www.youtube.com/watch?v=P9I8t0ThDQo

    Nesta palestra, David Irving diz apresentar provas de que o Julgamento de Nuremberg foram levados a cabo de forma fraudulenta.


    https://www.youtube.com/watch?v=RHzWo79dCHs
    “David Cole in Auschwitz full documentary 1992”

    David Cole visita Auschwitz e faz algumas perguntas.


    Um livro chamado “Hoax of the Twentieth Century”, acerca desta questão pode encontrar-se de borla para ler e descarregar aqui:
    https://archive.org/details/HoaxOfTheTwentiethCentury

    Descrição do livro de acordo com quem o colocou na biblioteca digital:
    “The best-selling revisionist classic now available for download. For a solid review of the overblown and much-ballyhooed âholocaustâ from the perspective of someone who picked apart the entire orthodox story from every angle, this book covers all the bases with enough depth and clarity that it gives the complete story as to why the âholocaustâ is a blatant lie and could not have occurred from the technical and logistical perspective. This is the new, final publication version which features two additional appendices (for a grand total of five).”


    https://archive.org/details/Holocaust_Handbooks

    Mais de 60 documentos e livros acerca desta questão.


    Também é de notar que a versão oficial do holocausto resulta no pagamento anual de 500 milhões de Euros aos seus sobreviventes, que tem aumentado em número ao longo dos anos, e esse dinheiro vem directamente do bolso dos Alemães que pagam impostos:
    http://archive.is/X3hDM

  6. @Daniel Cardoso
    Bestas insensíveis são
    * as mulheres que violam normas de conduta, destroem infraestruturas e agridem verbalmente os outros
    * as mulheres que drogam os flhos rapazes com hormonas femininas e os educam como mulheres
    * os feministas doutourados em Estudos de Género que defendem o indefensável e acham que as outras pessoas têm o mesmo QI que eles
    * as mulheres que acusam falsamente homens de abuso sexual e os mandam para a prisão enquanto gozam com eles por SMS com as amiguinhas
    * os/as idiotas que lêm este blog mas não têm nem metade do QI necessário para o processar nem à sociedade à volta deles

  7. As aparências iludem, amigos. Há uns meses fui aluno do Daniel e ele confidenciou-me em privado que o poli-amor não passava de um engodo para comer o máximo de crica possível, porque antes disso nunca tinha comido nada. Quando lhe perguntei se sendo assim não preferia que as suas companheiras andassem só com ele, disse-me que não, que essa era a melhor parte, uma espécie de win-win situation, pois assim conseguia demonstrar que elas são tão promiscuas como nós. Desde então tenho vontade de abandonar o curso…

  8. Sabes o que é absolutamente genial? É a capacidade dele de se retractar ao lado da comunidade LGBT, sem ser gay, bissexual ou transbicha. é um bom exemplo da omnipotência do lobby em causa

  9. Mossad é fodida. Usa colaboradores judeus não-Israelitas para espiar, assassinar o carácter de pessoas que criticam Israel, e para oferecer apoio logístico a operações da mossad, chamam-se os Sayanim:

    https://www.youtube.com/watch?v=S6WNWpigtpg

    https://www.youtube.com/watch?v=MOOoUfIIMR8

    E para alem disso, controla o ISIS.
    Alguns links acerca disso:

    http://archive.is/6hmgu – “Did IDF admit giving weapons to Islamists in Syria? Explosive Israeli news report vanishes”

    http://archive.fo/zmb8j – “ISIS once ‘apologized’ to Israel for attacking IDF soldiers – former Defense Minister”

    http://archive.is/XUBhx – “According to Americans, Israeli jets, drones or missiles flew over 500 kilometers all the way to the other side of Syria to make themselves an air force for ISIS”

    http://archive.is/rBTsY – “Israel Gives Secret Aid to Syrian Rebels”

    http://archive.fo/Ron1Q – “Israeli think tank: Don’t destroy ISIS; it’s a “useful tool” against Iran, Hezbollah, Syria”

    http://archive.fo/PSF6H – “Israeli Intel Chief: We Don’t Want ISIS Defeated in Syria”

    E para alem disso, Israel é um paraíso do crime organizado global:
    http://www.youtube.com/watch?v=wMbw5X_eeJg

    E para alem disso, Israel e os grupos de interesses judaicos são os maiores censuradores da Internet:

    https://www.youtube.com/watch?v=7dGJDJoeAok

    https://www.youtube.com/watch?v=8XnQN9Jjh2Q

    https://act-il.com/

    https://www.youtube.com/watch?v=tYleadaZ8vM
    >ACT.IL shill recruitment video

    http://www.thejidf.org

    http://www.thejidf.org/2008/10/about-jidf.html

    https://en.wikipedia.org/wiki/Jewish_Internet_Defense_Force

    http://fortune.com/2016/09/12/facebook-google-israel-social-media/
    https://archive.is/HpArO
    >Why Facebook and Google Are Complying With Israel to Delete Certain Content

    https://archive.is/sMsxH
    >Israel’s Online Shadow Operations
    >Numerous well funded, organized projects by and for Israel work to flood social media with pro-Israel propaganda, while blocking facts Israel dislikes. The projects utilize Israeli soldiers, students, American teens and others, and range from infiltrating Wikipedia, Reddit and 4chan to influencing YouTube. Some operate out of Jewish Community Centers in the U.S.

    https://archive.is/bdyTW
    >Israel launches secret squad to challenge negative image & boycott campaign

    https://www.youtube.com/watch?v=Vqhi16iikxk
    >”Israel’s Internet Censorship War – If Americans Knew”

    https://youtube.com/watch?v=ceCOhdgRBoc
    >”The Lobby P1: Young Friends of Israel – Al Jazeera Investigations”

    https://www.youtube.com/watch?v=TY7rNXmKjko
    >”JIDF Editing on Wikipedia”

    https://www.youtube.com/watch?v=2zbcEcSYcS8
    >Israeli American Council shill recruitment video

    https://www.youtube.com/watch?v=D2cNvncfCtk
    >”Tony Martin IHR Conference Tactics of Organized Jewry in Suppressing Free Speech”

    https://www.youtube.com/watch?v=XNWF9CeoZdE
    >”Defamation” – Documentary about how acusations of anti-semitism are used as a JIDF tool to silence goyim who criticize anything related to jews.

    Por isso é que temos de expor a subversão e criminalidade Israelita, é a única maneira de mudar esta merda.

Deixar uma resposta