Histórias de embalar

Uma das últimas do ninho das harpias: adormece a tua filha com histórias de homens que entram em autocarros para disparar sobre crianças. Ou então de uma gaja que se travestiu e foi para a guerra com o final previsível – um balázio nos cornos.

Quando a pequena acordar com um pesadelo e te perguntar se essas coisas existem mesmo, podes dizer, “Não, querida. Só nos países de onde vêm os homens que as feministas querem trazer para cá”.

Um comentário em “Histórias de embalar”

Deixar uma resposta