Ó Paula Cosme Pinto, vai pró caralho

O Patriarca há uns tempos prometeu a si próprio que ia reduzir os seus escritos contra o feminismo, e concentrar-se mais em ensinar os homens (e as mulheres) a contornar as consequências nefastas do mesmo nas suas vidas.

No entanto de vez em quando é necessário mandar uma feminista à merda. Nem que seja para arejar a cabeça.

O excelente blog Blasfémias chamou a atenção para mais uma diatribe de uma badocha asquerosa que já foi aqui antes mencionada. A harpia em questão começa a ser um ódio de estimação, mas é importante repudiar a vil bílis que ela vomita, tanto mais porque o faz numa plataforma de grande projecção.

O Patriarca não vai aqui dissecar a diarreia mental da criatura. Pretende apenas denunciar a sua intenção. A Puta Cospe-m’o Pinto não quer defender a dignidade de mulher nenhuma. Aquelas meninas estão felizes da vida, a ganhar o seu aproveitando os atributos que deus lhes deu enquanto molham a cueca a pensar que talvez mais tarde um dos Alfas que estão naquele pódio se digne a partir-lhes a bilha. É isso que este dejecto humano inveja, porque nunca nenhum homem de qualidade a desejou e ela sabe que isso nunca vai acontecer.

paula cosme pinto
A cara que lançou mil navios (em fuga).

 

3 comentários em “Ó Paula Cosme Pinto, vai pró caralho”

    1. Se o estimado Anónimo gosta de comer baleias e este espécimen lhe parece delgado por comparação, é problema seu. Degenerados há em todo o lado.

      Agora não venha é para aqui dizer que a terra é plana e que os pneus que se vêem claramente aqui não são gordura.

      Manginas e paladinos não são aqui bem vindos.

Deixar uma resposta