Gentil Martins (II)

A populaça extasiada aplaude dois homens bem-parecidos, jovens, sexuais, que se declaram socialmente discriminados durante o seu tempo de antena num dos programas mais vistos do país, enquanto agregam multidões e ganham milhões. A populaça extasiada expurga um médico reformado, a poucos anos de falecer (talvez mais, se tiver sorte) que é ignorado devido ao seu distanciamento das tecnologias de informação, repudiado pela sua idade avançada e ostracizado pelas pertinentes questões que levanta.

Há quem nos lembre que o clínico salva vidas. Mas são vidas de recém-nascidos, entidades que – na óptica dos seus detractores – não têm direito à vida. Significa pois que se trata de um sujeito desprezível: Se por alternativa, optasse por se despir na televisão ou apanhar no pacote, seria com certeza mais respeitado.

Deixar uma resposta