Primeiro Encontro – 15 dicas para arrasar

Este guia é dirigido a homens. A versão feminina é: 1. Arranja-te; 2. Aparece (a horas); 3. Sorri.

1. Nada de muito elaborado. Um café ou um copo ao fim da tarde. Nada de jantares, cinemas, ou outras cenas do género.

2. Apresenta-te no teu melhor obviamente.

mau primeiro encontro
Não.

3. Não te ponhas a confirmar o date. A partir do momento que está combinado, está combinado até prova em contrário.

3a. Se estás preocupado que ela se possa cortar à última, manda-lhe uma mensagem algumas horas antes a dizer que vais estar um bocado apertado de tempo e poderás atrasar-te um pouco. Se ela não se cortar nesta altura, já não se vai cortar (a não ser que seja uma psicopata).

4. Leva-a a um sítio que já conheças, assim estás mais à vontade.

5. Escolhe um sítio onde te possas sentar numa mesa e ficar a 90º relativamente a ela. Assim estás mais próximo, podes tocar-lhe facilmente, e também assumir uma postura mais relaxada.

5a. Melhor ainda, vai a um sítio onde possam ficar lado a lado.

o bar ideal
Não, O Patriarca não vai dizer onde é este. Descubram.

6. Deixa-a sentar-se primeiro e depois escolhes onde te sentas, assim evitas que ela assuma uma postura defensiva e se ponha o mais longe possível de ti.

7. Toca-lhe. Nas mãos, nos antebraços, nos braços, brevemente. Comenta as unhas, anéis, algum pormenor da roupa, whatever, e aproveita isso para lhe tocar (e medir a receptividade dela ao dito toque). Escala, mas pouco.

8. Deixa-a falar. Pontua com algumas observações relevantes, alguns comentários e informações sobre ti, preenche um ou outro tempo morto mas idealmente ela falará aproximadamente 2/3 do tempo.

8a. Ao mesmo tempo não tenhas medo dos silêncios confrangedores, aproveita para criar tensão com o olhar

9. Por falar em olhar, olha-a nos olhos, ou para o infinito ocasionalmente. Não olhes para baixo – excepto para lhe mirares as mamas. Se ela se manifestar não peças desculpa, nem digas nada. Sorri e continua a conversa.

10. Qualifica-a.

11. Não discutas com ela. Não tens de (nem deves) concordar com tudo o que ela diz, mas também não tens de provar que tens razão.

12. Planeia um date de 60-90 min. Durante um momento alto, vai-te embora (já lhe terás dito antes que tens um compromisso a seguir).

12a. Podes beijar, mas O Patriarca prefere deixar a tensão no ar para o segundo date.

Primeiro Encontro
Esta é a linguagem corporal que queres dela. É também o momento para te pirares.

13. Tem efectivamente um compromisso a seguir. Assim obrigas-te a ficar pelos 60-90 minutos, és autêntico, e comunicas que tens vida e não andas há 2 semanas a pensar nisto.

14. Se gostaste dela, manda-lhe uma mensagem no dia a seguir a dizer que gostaste do date e há-de se repetir.

15. Alguns dias depois combina o segundo date.


O propósito deste guia é garantir que ela fica ansiosamente à espera de um segundo date, no qual vais tranquilamente escalar para o sexo sem grande resistência.

Se por preferência pessoal ou constrangimentos de tempo / logísticos / outros, queres avançar para sexo no primeiro date, o procedimento é naturalmente diferente.

A grande vantagem deste modelo é diminuir substancialmente a LMR. Se for uma tipa que está super acesa desde o início, mais vale escalar agressivamente e avançar logo para o sexo o quanto antes.

É um date barato, podes pagar-lhe ou não a conta conforme preferires, é irrelevante.

8 opiniões sobre “Primeiro Encontro – 15 dicas para arrasar”

  1. O que para aqui vai…
    Por que razão assume que o homem é a única pessoa que está a pensar em sexo?
    Nunca tive sexo com um homem sem antes ter a certeza de que a relação evoluiria para namoro (e acertei sempre) e apenas tenho sexo estando apaixonada, é certo… mas em todas as minhas relações (ui, assim até parece que têm sido muitas, que depravada) fui eu a manifestar claramente a vontade de passar ao sexo… eles estavam perfeitamente satisfeitos em esperar.

    E estranho que alguém ache que para uma mulher impressionar num primeiro encontro basta aparecer e sorrir… isso pode bastar quando o único objetivo for sexo fácil (não tenho nada contra), mas para alguém se interessar realmente por outra pessoa é preciso muito mais que isso. Quer até parecer que o Patriarca ainda vive no tempo da outra Senhora, em que as mulheres eram para ser vistas e não ouvidas…

    1. A querida se calhar tem mais tolerância a betas que a maioria das mulheres. Ou então estamos perante mais um caso de uma mulher que mente sobre a sua experiência sexual mesmo sob anonimato!
      https://www.newscientist.com/article/dn3936-fake-lie-detector-reveals-womens-sex-lies/

      Quanto ao resto… Aconselho-a a explorar mais A Távola Redonda para compreender

      https://atavolaredonda.wordpress.com/2017/01/17/escola-de-etiqueta/
      https://atavolaredonda.wordpress.com/2017/02/12/i-cant-put-my-penis-in-your-college-degree/

    2. Sofia, não consegui ler onde O Patriarca disse que as mulheres não pensam em sexo. Também não falou sobre a mulher se limitar a sorrir para impressionar, muito pelo contrário, aconselha os homens a qualificá-la, que não significa só elogiar as suas qualidades, significa conduzir a conversa para onde a mulher possa mostrar ou não qualidades que interessam ao homem, sejam essas qualidades sentido de humor, inteligência, ternura ou o que quer que seja que ele procure (e antes que a Sofia ou outra mulher digam que está errado, é exactamente o que vocês fazem quando perguntam qual foi o último livro que lemos, que estilo musical ouvimos ou qual a nossa profissão, estão a fazer um scanning por qualidades que as atraiam num homem).
      Aqui a questão é mais profunda que isso, por isso preferimos mostrar-lhe em vez de lhe contar-mos. Convido-a a visitar-nos mais vezes e ler a mensagem geral que queremos passar. Este e qualquer outro tema discutido na Távola são pensados com a mente aberta, por isso gostariamos que mantivesse esse espírito nesta jornada connosco. Estamos muito curiosos para ver wevai desenvolver relação.

  2. Mas que grandes mansos eram esses rapazes para esperarem provavelmente muito tempo pelos “desejos” da menina, após claro uma porrada de dates a pagar lanches e bebidas à “princesa”…

  3. Mentir a respeito da experiência sexual? Desconheço razão para tal… acho tão válido fazer sexo com uma única pessoa ao longo da vida como com cem.
    Não, Patriarca, acontece que uma das minhas experiências com um homem foi precisamente com um machista. Desde aí, não aceito menos que um homem que me trate como igual… e sim, igual inclui dividir despesas, tarefas domésticas, e tudo o mais. Macho-fêmea só na cama, por motivos óbvios 😉

  4. Sofia, correndo o risco de dar a ideia de que as opiniões femininas pintam alguma coisa neste blog, vou-lhe responder a bem dos leitores que ouvem isto das mulheres à sua volta.

    Não confunda alfa e machista, são duas coisas diferentes. Há betas extremamente machistas – o que os torna imensamente frustrados ao tentar submeter as mulheres à força. O alfa pode ser machista ou não – é relativamente indiferente, as mulheres submetem-se a ele de bom grado.

    Quanto a si, depreendo que seja feia, gorda ou tenha mais de 35 anos (ou uma combinação destas). Ou, repito, está a mentir (nem que seja a si própria). Todas as mulheres têm esse discurso, mas as que efectivamente o praticam são as que não têm opções reais no mercado sexual.

Deixar uma resposta